Base aliada esconde o jogo para aprovar entrega do petróleo às multinacionais

Sexta, 22 Junho 2018 14:06

Brasil de Fato - Enquanto o Brasil se liga na Copa do Mundo, no Congresso a base aliada, através do deputado do Democratas (DEM), José Carlos Aleluia, aprova  o projeto de lei (PL) 8939/2017 contemplando as riquezas petrolíferas para as multinacionais. É vergonhoso e dá bem a ideia de como agem os apoiadores de Michel Temer, que também são lesa-pátria.

A mídia comercial indicava que neste período não haveria votações por falta de quorum. Alguns espaços midiáticos informavam que as festas de São João, a própria Copa do Mundo e a ofensiva atrás dos votos indicavam falta de quorum para votações. Contudo, os apoiadores do projeto denominado “ponte para o futuro” aproveitaram o momento de desatenção para aprovar o que as multinacionais queriam, ou seja, abocanhar as riquezas petrolíferas.

O episódio revela que as forças populares que não aprovam o projeto pernicioso aos interesses nacionais não podem titubear. Precisam ficar atentas para evitar que os parlamentares, também lesa-pátria, entreguem de mão beijada as riquezas nacionais às empresas multinacionais.

Em circunstâncias outras, ou seja, se no Brasil prevalecesse informações de forma democrática, quer dizer, com o noticiário fluindo normalmente, sem esconder fatos como a entrega das nossas riquezas petrolíferas, as votações no Congresso poderiam ser diferentes, ou pelo menos o povo seria informado com antecedência sobre as jogadas lesivas aos interesses nacionais, como a proposta do deputado Aleluia do Democratas, o partido integrado por elementos apoiadores do projeto que vem sendo imposto ao povo brasileiro praticamente sem nenhum tipo de discussão.

Dentro de 50 anos ou mais, quando o atual período for discutido  pelos historiadores, figuras como José Carlos Aleluia e outros do gênero serão lembrados como perniciosos ao Brasil. Mas é preciso denunciar desde já o que está acontecendo e assim evitar que candidatos como Geraldo Alckmin, Henrique Meirelles, Rodrigo Maia, Jair Bolsonaro  e outros sigam enganando os incautos que se deixam levar por mentiras e manipulação da informação.

O momento que o Brasil atravessa é dos mais lamentáveis e para evitar que os lesa-pátria sigam enganando é preciso estar atento aos acontecimentos e sempre denunciar as investidas como a de José Carlos Aleluia.

Tudo começou em 2016 com a ascensão da patota de Michel Temer, cujos integrantes, sobretudo os filiados ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), tentam de todas as formas se desvencilhar do desgaste  do lesa-pátria, conforme indicam as mais recentes pesquisas. É uma piada de mau gosto afirmar, por exemplo, que Geraldo Alckmin, Rodrigo Maia e o próprio, hoje emedebista, Henrique Meirelles e o extremista de direita Jair Bolsonaro não têm nada a  ver com o que vem sendo feito nos últimos mais de dois anos.

É só consultar a votação do projeto de José Carlos Aleluia para constatar quem aprovou a entrega das riquezas petrolíferas para as empresa multinacionais. Se a mídia comercial omitir esse fato, é preciso consultar fontes diretas. É preciso não deixar passar no Senado essa afronta ao povo brasileiro. E para que tal aconteça é preciso que a informação seja divulgada e debatida nas mais diversas instâncias. E também mobilizar a população para demonstrar repúdio a essa mais recente afronta ao povo brasileiro.

Avalie este item
(0 votos)

Sede MacaéMacaé

Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257 Centro - CEP 27910-330 Telefone: (22) 2765-9550

Sede CamposCampos

Av. 28 de Março, 485 Centro - CEP 28.020-740 Telefone: (22) 2737-4700