TRABALHO SEM ASSÉDIO SEXUAL

Quinta, 17 Maio 2018 21:16

Chegou ao Sindipetro/NF grave denúncia de assédio sexual que envolve 3 ocupantes de cargos de confiança em plataformas da Bacia de Campos.

O caso está sob investigação, e o Sindicato acompanha e levará à autoridades públicas.

É muito importante que qualquer outra(o) trabalhadora(o) que tenha sofrido esse tipo de assédio traga sua história também, contribuindo para o fim dessa prática abjeta.

Assédio sexual é um tipo de coação com cunho sexual, e pode manifestar-se fisicamente, ou através de palavras, gestos ou outros meios, via propostas ou imposições às pessoas, contra sua vontade, causando constrangimento e violando a sua liberdade sexual.

Dados disponibilizados pela Organização Internacional do Trabalho apontam que mais de 52% das mulheres economicamente ativas já foram vítimas de assédio sexual no ambiente de trabalho. No Brasil, de acordo com a plataforma Relógios da Violência, a cada 4,6 segundos uma mulher é vítima de assédio em seu ambiente de trabalho.

Ainda assim muitas pessoas que são vítimas da conduta não percebem, ou têm medo das consequências. Justamente por isso, muitos assediadores, aproveitam-se dos seus cargos para coagir as vítimas a ceder ao assédio.

Portanto, é de suma importância que tais práticas sejam denunciadas! Para evitar que a acusação seja desacreditada, é importante que a vítima junte provas documentais (foto, vídeo, gravação de áudio, etc) e testemunhais.

O Sindipetro/NF acredita que seja seu dever prevenir, reprimir e denunciar esta prática. O assédio sexual não pode ser naturalizado. Portanto, você, trabalhadora ou trabalhador que está sendo vítima deste tipo de abuso, procure o sindicato! 

Guarde provas, não se cale, DENUNCIE.

Avalie este item
(0 votos)

Sede MacaéMacaé

Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257 Centro - CEP 27910-330 Telefone: (22) 2765-9550

Sede CamposCampos

Av. 28 de Março, 485 Centro - CEP 28.020-740 Telefone: (22) 2737-4700