FUP cobra justiça no pagamento da Participação nos Resultados

Terça, 07 Agosto 2018 16:19
Imprensa da FUP - Em documento protocolado segunda-feira, 6, na Petrobrás, a FUP reitera que todos os trabalhadores do Sistema devem ser contemplados com a Participação nos Resultados referente ao exercício de 2017, conforme acordado com a empresa em 2015.  No documento, encaminhado ao diretor do Refino, Jorge Celestino Ramos, a FUP reafirma que é questão de justiça o pagamento para os trabalhadores da Araucária Nitrogenados (Fafen-PR), que estão sendo arbitrariamente excluídos da quitação da PR.

O ofício protocolado faz um retrospecto de todo o processo de negociação do regramento da PLR e das diversas ações sindicais que resultaram na equalização de direitos e práticas normativas da Fafen-PR. Vários documentos e informes da Petrobrás e da Araucária Nitrogenados foram anexados, como o Termo de Quitação da PR 2014, que remete ao que foi pactuado com os trabalhadores no Acordo de Metodologia para Definição e Pagamento da PLR no Sistema Petrobrás.

 

 

 

A FUP também anexou o informe que a Araucária Nitrogenados enviou aos trabalhadores em março de 2016, admitindo que, mesmo com o lucro registrado pela Fafen em 2015, não haveria distribuição da PLR, em função da empresa acompanhar as diretrizes de PLR da holding, que havia registrado prejuízos naquele ano.  A FUP, portanto, exige que a justiça seja feita e os trabalhadores da Fafen-PR recebam a PR, como os demais petroleiros do Sistema.

 

 

 

Uma questão de justiça

A insistência da Petrobrás em excluir os petroleiros da Fafen-PR do pagamento da Participação nos Resultados é, portanto, um ataque deliberado aos direitos da categoria. Além de uma questão de justiça, o que está em xeque é a luta da categoria contra o desmonte e a privatização, num momento em que todo o Sistema Petrobrás está sob ataque. Se permitirmos que os gestores deixem de fora os companheiros da Araucária Nitrogenados, amanhã farão o mesmo com os trabalhadores de outras unidades da empresa. A cronologia abaixo deixa claro que esse é o objetivo dos gestores.

1982 - Entra em operação a Ultrafertil SA, subsidiária do Sistema Petrobrás 

1993 - Privatização da Ultrafertil SA, durante o governo Itamar Franco. Empresa passou pela Cargill, Bunge e Vale. Demissões e precarização. Muda o nome para Araucária Nitrogenados.

2013 - Retorno da unidade ao Sistema Petrobrás, como FAFEN-PR. Empresa passa a ser subsidiária 100% Petrobrás.

2013 a 2015 - Diversas ações sindicais para incorporação da FAFEN-PR. Mudanças em procedimentos técnicos e administrativos. Busca da equalização de direitos no ACT e demais normas e procedimentos trabalhistas.

2014 – Após ampla negociação com a Petrobrás, a FUP e seus sindicatos pactuam o Acordo de Metodologia para Definição e Pagamento da PLR no Sistema Petrobras.

Junho de 2015 - Em junho, a Araucária Nitrogenados e o Sindiquimica-PR assinam termo de quitação da Participação nos Resultados (PR) de 2014, conforme pactuado no Acordo de Metodologia para Pagamento da PLR, após negociação com a FUP e seus sindicatos.

Dezembro de 2015 - No final de dezembro, a diretoria da Araucária Nitrogenados reúne todos trabalhadores em auditório para informar o excelente lucro e resultado da empresa.

Março de 2016 - Araucária Nitrogenados envia e-mail aos trabalhadores em 22/03, informando que não quitaria a PLR, apesar do lucro registrado em 2015, alegando que acompanha as diretrizes praticadas pela holding. Como o Sistema Petrobrás não auferiu lucro, nem atingiu as metas, os gestores da Fafen-PR informaram que seguiriam a holding e não pagaram a PLR.

Abril de 2016 – A Câmara dos Deputados Federais abre processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff.

Maio de 2016 – Pedro Parente assume a presidência da Petrobrás no dia 30 de maio.

Agosto de 2016 – O Senado Federal aprova o impeachment da presidenta Dilma, que é afastada definitivamente do cargo.

2017 – No dia 11 de setembro, a Petrobrás comunica início do processo competitivo para venda da Araucária Nitrogenados e da unidade de Fertilizantes-III (UFN-III), cuja planta, em Três Lagoas (MS).

Março de 2018 – Petrobrás anuncia saída do setor de fertilizantes e hibernação das fábricas (FAFEN) de Sergipe e Bahia.

Março de 2018 – Após divulgação do Balanço de 2017, Petrobrás comunica ao mercado no dia 15/03 que irá pagar a Participação nos Resultados aos trabalhadores.

03/05/2018 – Em reunião com a Petrobrás, FUP cobra pagamento da PR para todos os trabalhadores do Sistema, nos mesmos moldes de 2015.

09/05/2018 – Petrobrás comunica ao mercado que está em processo de negociação exclusiva com a empresa russa Acron para venda da Fafen-PR e da UFN-III.

18/05/2018 - Petrobrás e Araucária Nitrogenados se negam a pagar para os trabalhadores da Fafen-PR a Participação nos Resultados. Uma das alegações é que a empresa não faz parte do Sistema Petrobrás.

21/05/2018 – Em reunião com a Petrobrás, FUP torna a cobrar pagamento da PR para todo o Sistema Petrobrás, nos mesmos moldes de 2015, e reafirma que não aceitará que nenhum trabalhador fique de fora do pagamento.

04/07/2018 – Durante a reunião da Comissão de Acompanhamento do Acordo Coletivo, a FUP torna a cobrar o pagamento da PR para os trabalhadores da Fafen-PR.

19/07/2018 – Conselho Deliberativo da FUP reafirma nenhum petroleiro a menos na PR.

01/08/2018 - Direção da FUP ocupa a reunião extraordinária da Comissão de AMS e exige que a Petrobrás resolva o impasse do pagamento da PR.

04/08/2018 – VII Plenafup delibera por nenhum petroleiro a menos na PR.

06/08/2018 – FUP envia ofício ao diretor de Refino, Jorge Celestino, cobrando justiça para os trabalhadores da Fafen-PR.

Avalie este item
(0 votos)

Sede MacaéMacaé

Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257 Centro - CEP 27910-330 Telefone: (22) 2765-9550

Sede CamposCampos

Av. 28 de Março, 485 Centro - CEP 28.020-740 Telefone: (22) 2737-4700