Para honrar os que se foram: chega de mortes

Sexta, 03 Novembro 2017 06:55

Alexandre Vieira*

Ontem, Dia de Finados, os petroleiros e petroleiras do Norte Fluminense lembraram em suas setoriais os trabalhadores assassinados durante o trabalho. Foi também uma forma de protestar pela morte anunciada dos direitos trabalhistas.

Somente esse ano na Bacia de Campos morreram a bordo das unidades seis trabalhadores. Não podemos deixar passar em branco esse dia, pois as famílias desses companheiros jamais esquecerão. Diferente das empresas que tratam os trabalhadores como números, nós temos a obrigação de lembrar dos que já se foram e honrá-los, lutando para que isso não se repita.

Mesmo as três mortes de causas naturais poderiam ter sido evitadas. Já que em nome da economia as empresas não proporcionam um atendimento médico adequado e ágil para os trabalhadores embarcados. O caso do recente problema no aparelho unitário do Usurpador Temer, nos mostra como um bom atendimento pode salvar vidas. Certamente um trabalhador que dependesse do SUS teria morrido, mas um atendimento de qualidade deixou o Brasil mais uma vez nas mãos Temerosas.

Exigimos também que os responsáveis pelos três assassinatos a bordo da NS-32 sejam punidos, pois é essa impunidade somada apatia quanto às injustiças que mantém o ceifador ativo.

Como se não bastasse as mortes que já aconteceram os que roubaram nossos votos querem mais. Pois a morte anunciada dos direitos trabalhistas marcada para o dia 11/11/2017, certamente irá aumentar a possibilidade de mais assassinatos de trabalhadores.

Finalmente pedimos a todos e todas que pensem na dor que estas famílias estão sentindo no dia de hoje. E que além das orações lutem para que isso não aconteça também com aqueles que amamos.

*Diretor do Sindipetro-NF

Avalie este item
(0 votos)

Sede MacaéMacaé

Rua Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257 Centro - CEP 27910-330 Telefone: (22) 2765-9550

Sede CamposCampos

Av. 28 de Março, 485 Centro - CEP 28.020-740 Telefone: (22) 2737-4700