Adesão de UMS faz subir para 36 o número de unidades marítimas em greve na Bacia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Sindipetro-NF recebeu informação de que a UMS São João da Barra (Unidade de Manutenção e Serviço), que está acoplada à plataforma PGP-1, aderiu à greve nacional dos petroleiros e paralisou as suas atividades. Com esta adesão, sobe para 36 o número de unidades marítimas em greve na Bacia de Campos, além do Terminal de Cabiúnas, em Macaé, que está com a rendição cortada.

O sindicato estimula a entrada de outras UMS no movimento, assim como das plataformas restantes da Bacia de Campos. As informações com a atualização sobre a situação da greve nas unidades devem ser enviadas para [email protected] ou passada por telefone pelos celulares dos diretores do sindicato.