AMS volta atrás e suspende cobertura de teste sorológico da covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Apenas três dias depois de ter anunciado, no último dia 14, que havia passado a fazer a cobertura dos testes sorológicos, a AMS Petrobras voltou atrás e divulgou que suspendeu a cobertura. Na sexta, 17, o plano de assistência da categoria petroleira informou a decisão, logo após a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) ter se posicionado pela não obrigatoriedade desse custeio pelo planos de saúde.

“A AMS fez um estardalhaço para anunciar que ia cobrir o teste sorológico, em tom de propaganda sobre preocupação com a saúde dos trabalhadores, mas assim que a ANS anunciou que não era mais obrigatória a cobertura desses testes pelos planos, ela correu para anunciar que estavam suspensos, dessa fez sem o mesmo estardalhaço”, explica o coordenador de Comunicação do Sindipetro-NF, Rafael Crespo.

No dia 14 de julho, a AMS informou em matéria institucional: “No fim de junho, a ANS incluiu testes sorológicos para pesquisa de anticorpos IgG e IgM ou IgG e IgA no sangue no rol de procedimentos obrigatórios de planos de saúde. Imediatamente, a AMS Petrobras incorporou a nova cobertura em sua rede credenciada”.

Na sexta-feira passada, dia 17, o anúncio foi em sentido contrário: “A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu retirar os testes sorológicos do rol de coberturas obrigatórias para o Covid-19. Conforme notícia veiculada no site da agência, nesta sexta-feira (17), até que seja publicado o resultado da audiência pública a ser realizada no dia 24/07, a cobertura obrigatória dos planos de saúde para o exame está suspensa”.

Lista de matérias disponíveis no site da AMS no último dia 16, ainda com link para anúncio feito em 14 de julho

 

Lista de matérias no site da AMS nesta segunda-feira, 20, já sem a matéria que anunciava a realização dos testes sorológicos

A matéria do dia 14 de julho, que anunciava a realização do teste sorológico, foi retirada do site da AMS (que nesta segunda-feira, 20, apresenta lista de notícias que saltam do dia 13 de julho para 17 de julho, sem publicações para os dias 14, 15 e 16). Pesquisa da página em cache (páginas antigas arquivadas pelo google) mostra, no entanto, que a matéria do dia 14 estava disponível em 16 de julho.