Assembleia no NF aprova Estado de Greve e de Assembleia Permanente contra privatização da Petrobrás

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Encerrada na noite de ontem, a assembleia dos petroleiros e petroleiras do Norte Fluminense aprovou de modo massivo os dois indicativos de alerta na luta contra a privatização da Petrobrás. O indicativo 01, de mobilização e aprovação de Estado de Greve, foi aprovado por 97,1% dos votos (com 2,3% contrários e 0,6% abstenções). O indicativo 02, de aprovação de Estado de Assembleia Permanente, foi aprovado por 96,1% dos votos (com 2,9% contrários e 1,0% abstenções).

Nesta semana, a FUP volta reunir a sua diretoria para deliberar sobre os próximos passos da mobilização, com avaliação do quadro nacional das assembleias. A categoria petroleira se prepara para reagir, com greve, a um possível envio ao Congresso Nacional de proposta de privatização da Petrobrás, pelo governo Bolsonaro.

A Federação e os sindicatos têm alertado, a partir de falas recentes do próprio presidente Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, que o governo sinaliza que pretende aproveitar 2022 para tentar vender o que restou da companhia — uma vez que as pesquisas indicam que uma reeleição do grupo bolsonarista está cada vez mais improvável.