Denúncia – Petrobrás continua desrespeitando normas de proteção e trabalhadores são afetados em PGP-1

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em plena semana de véspera de Natal, os trabalhadores da PGP-1 são presenteados com mais um descaso da Petrobrás com a categoria. O Sindipetro-NF recebeu denúncias de que os trabalhadores, instalados no módulo temporário de acomodação (MTA), estão sem ar condicionado e sem previsão para resolução do problema.

 

Com o calor intenso, os trabalhadores estão passando mal e não estão conseguindo ter o descanso adequado, o que aumenta o risco de acidentes de trabalho.

 

O Sindipetro-NF já entrou em contato com os órgãos responsáveis para que providências sejam tomadas. A orientação correta seria o desembarque destes trabalhadores até que a situação seja normalizada.

 

Além disso, o sindicato reforça, mais uma vez, que o módulo de acomodação temporária não poderia ser utilizando, tendo em vista que não houve uma negociação tripartite, o que é um descumprimento do regulado pela NR37.

 

“A Petrobrás parece que tem feito de tudo para ir contra o trabalhador. São denúncias de condições inadequadas nas plataformas, quarentena a bordo, entre outros problemas, que colocam em risco a vida do trabalhador.  O Sindicato segue cobrando providências dos órgãos competentes e caso seja necessário iremos atuar de forma mais energética porque é inaceitável a forma com que a Petrobrás está tratando os trabalhadores”, frisou o diretor Alexandre Vieira.

 

O sindicato reforça também a importância dos trabalhadores continuarem em contato com a instituição, denunciando qualquer irregularidade. O contato pode ser feito pelo e-mail da [email protected] ou pelo telefone do diretor Alexandre (22) 98115-1126