Descontos abusivos da AMS são também ataques à categoria petroleira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

[FUP] Assista ao programa Seguridade e Cidadania exibido ontem, 11 de novembro, pelo canal do Youtube FUPBRASIL com a participação de Cloviomar Cararine, economista do DIEESE e assessor da FUP explicou como os processos dos descontos abusivos da AMS acontecem e demostrou através de planilhas a situação dos aposentados e pensionistas, além de lembrar a todos que os descontos abusivos são parte dos ataques à categoria petroleira.

Os descontos abusivos da AMS têm prejudicado e desesperado, principalmente, os aposentados e pensionistas, mas é preciso conhecer a realidade e entender que a culpa desses descontos não está no atual Acordo Coletivo – ACT 2020/2022. Quem o critica está fazendo coro com os gestores da Petrobrás e da Petros, que são os verdadeiros causadores desses descontos. É exatamente esse acordo que garante aos petroleiros e petroleiras a AMS.

“Apesar do Acordo ter sido assinado em 01/09/2020 e os descontos abusivos terem começado somente, a partir 10/01/2021, esses críticos continuam responsabilizando o ACT 2020/2022, mesmo após as direções da FUP/Sindicatos terem conseguido diversas vitórias na suas ações judiciais.” Afirmou Paulo Cesar Martin, diretor da FUP.

Assista a íntegra do programa: