Dezembro chegando ao fim com mais casos de covid-19 nas plataformas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Os relatos recebidos dos petroleiros e petroleiras, pelo Sindipetro-NF, continuam a confirmar a ineficácia dos procedimentos da Petrobrás na prevenção à covid-19. Os surtos na Bacia de Campos crescem e, apenas nos últimos dias, quatro plataformas tiveram casos confirmados da doença.

Na P-32, no dia de Natal, um petroleiro testou positivo após o desembarque. No dia 28, três trabalhadores desembarcaram com testes positivos. Na P-15, sete trabalhadores testaram positivo, desembarcados entre os dias 23 e 29 últimos. Uma equipe de profissionais de saúde embarcou hoje para fazer o teste em todos a bordo.

Outros 17 desembarques de petroleiros com sintomas de covid-19 foram realizados desde o final de novembro na P-33. Enquanto da equipe da P-56, um petroleiro que estava em quarentena no hotel testou positivo antes do embarque no último dia 17. Outros três sentiram sintomas no últimos dias 22 e 23.

“Infelizmente a empresa insiste em não aprimorar seus protocolos de testagem e rastreio de contágio, o que poderia reduzir o número de contaminados a cada surto”, denuncia o coordenador do Departamento de Saúde do Sindipetro-NF, Alexandre Vieira.

O diretor sindical lembra que é muito importante que os trabalhadores continuem a enviar os seus relatos. “Muitas das informações que recebemos nem vêm dos contaminados, mas dos trabalhadores que ficam apreensivos à bordo. A empresa continua com a sua política de controlar as informações e é muito importante que a categoria mantenha a entidade informada, para que a gente mantenha a pressão e a cobrança sobre a companhia”, explica Vieira.

Os relatos dos trabalhadores podem ser enviados para [email protected] Os autores das mensagens não são revelados pelo sindicato.