Diretor do NF participa de live sobre equacionamento da AMS e o descumprimento do Acordo Coletivo 2020 / 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Os beneficiários da AMS, principalmente os aposentados e pensionistas, vem sofrendo com diversos descontos abusivos.

Esses descontos violam a cláusula 34 do atual Acordo Coletivo – ACT 2020/2022 e são feitos devido, a um suposto saldo devedor.

Esses descontos penalizam o milhares de famílias dos [email protected]

Agora a gestão da Petrobrás, mais uma vez, sem transparência, já anunciou novos descontos, devido a relação de custeio global da AMS de 2020 (70 x 30).

Alegam que a parcela dos beneficiários (30%) não foi atingida e será necessário equacionar R$ 82,2 milhões.

As direções da FUP e dos Sindipetros filiados não aceitarão essa cobrança e vão buscar ações judiciais para barrar essa nova cobrança abusiva.

Para debater esse assunto, convidamos o diretor do Sindipetro NF e membro da Comissão da AMS, Rafael Crespo.

Clique abaixo e assista:

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=ip72Hl-VLeA

Facebook: https://www.facebook.com/413464292044604/posts/4293980270659634/