Diretoria do NF realiza reunião extraordinária diante do avanço da Covid-19 nas plataformas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Diante do aumento no número de casos de Covid-19 nas plataformas e do descaso da Petrobrás com a vida dos trabalhadores, a diretoria do Sindipetro-NF realizou na manhã deste sábado, 22, uma reunião extraordinária para debater o assunto e buscar formas de garantir os direitos da categoria.

Durante a reunião, os diretores, de forma unânime, demonstraram preocupação não só com a saúde física como também mental da categoria. Todos os dias, a entidade recebe dezenas de denúncias de trabalhadores, que não sabem quando vão conseguir desembarcar e que estão enfrentando condições precárias à bordo, inclusive de cárcere privado. Do outro lado, familiares também procuram a instituição alarmados com a situação e preocupados com seus entes queridos.

Após uma avaliação do cenário ficou definido que o sindicato com o apoio da assessoria jurídica enviará mais um ofício a Petrobrás requerendo o desembarque, imediato, de todos os trabalhadores positivados pela Covid-19 e dos trabalhadores embarcados a mais de 14 dias. Caso a empresa não cumpra a determinação, o jurídico terá que solicitar a interdição das plataformas juntos aos órgãos competentes.

Além disso, os trabalhadores contarão com o apoio jurídico para construir ações coletivas de casos específicos de descumprimento das recomendações de prevenção a Covid-19.

Um gabinete de crise também foi criado pela diretoria para garantir o acompanhamento contínuo da situação pandêmica nas plataformas, além de garantir o contato direto com o trabalhador e atuar da forma necessária.

NF acompanhará desembarque dos trabalhadores durante o fim de semana

Uma avaliação da reunião com o gerente executivo de SMS, realizada na sexta-feira, 21, também foi feita durante a reunião extraordinária. A princípio, a cobrança do Sindicato parece ter resultado em uma mobilização da empresa para o desembarque dos trabalhadores.

Apesar das inúmeras desculpas apresentadas pela gerência, o sindicato foi informado, que até segunda-feira, 24, o desembarque dos trabalhadores será intensificado.

O Sindicato irá acompanhar todo o processo e cobrará transparência com relação ao número de trabalhadores desembarcados e o que continuam à bordo. A entidade manterá os trabalhadores informados através dos canais oficiais.