Leia Nascente Extra que reforça chamado às assembleias e necessidade de aprovar indicativos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Boletim Nascente Extra que será enviado hoje para a categoria petroleira da região destaca a reta final das assembleias. Sindicato chama atenção para que haja grande participação da categoria, além de afastar boatos e explicar a importância da proteção prevista na proposta de ACT contra as demissões coletivas.

Confira abaixo o conteúdo do boletim em formato texto ou clique no anexo para baixar a versão em PDF.

 

Assembleias na reta final com plataformas

Sindicato alerta contra boatos e explica necessidade das proteções previstas no acordo coletivo. Antes, CLT protegia contra demissão em massa. Agora, proteção precisa estar no ACT, até para que trabalhadores e trabalhadoras tenham segurança nas mobilizações e greves contra a privatização

Petroleiros e petroleiras da Bacia de Campos entram na reta final das assembleias que avaliam os indicativos de aceitação da contraproposta construída na mesa de negociações entre a FUP e a Petrobrás — que mantém direitos e prevê salvaguardas contra os efeitos da contrarreforma trabalhista —, e de manutenção de estado de assembleia permanente e de greve, na luta contra a privatização.

Em vídeo divulgado na tarde de hoje (bit.ly/2kzh6G5), o coordenador geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, explica a necessidade da proteção prevista pela cláusula 42 (veja o quadro ao lado). “Estamos em um momento de golpe, muito acirrado, e precisamos estar prontos para fazer uma grande greve contra a privatização da Petrobrás”, afirma Bezerra.

Nesta sexta, ainda realizam assembleias dois grupos da base de Cabiúnas (Grupo E, às 7h, e Grupo B, às 23h). Nas plataformas, as assembleias seguem até o sábado, 23. Acompanhe os resultados parciais em www.sindipetronf.org.br.

Quem informa é o sindicato

O Sindipetro-NF tem alertado para a importância de não dar ouvidos a boatos e de manter a sintonia com o sindicato e a FUP, entidades responsáveis que avançaram em uma negociação vitoriosa em um momento muito difícil da vida nacional. Petroleiros e petroleiras precisam estar bem informados e prontos para continuar a luta em 2018, que promete ser árdua em defesa da soberania nacional e dos demais direitos da classe trabalhadora. É muito importante que todas as unidades façam as assembleias, com grande participação, para mostrar a força da categoria.

 

 

Extra_Assembleias_21.12.17.pdf