Nascente 1249

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

[VERSÃO NA ÍNTEGRA EM PDF DISPONÍVEL NO FINAL DA PÁGINA]

 

A SEMANA

Editorial

Missão agora é voltar a lotar as assembleias

De tão desrespeitosa, de tão vergonhosa, de tão absurdamente semelhante à contraproposta anterior massivamente rejeitada nas assembleias da categoria, a “nova” contraproposta sequer será submetida nesta semana em uma nova rodada de assembleias petroleiras. O objetivo da gestão bolsonarista da Petrobrás parece claro: irritar ao extremo o petroleiro, a petroleira, testando seus limites.

Esse jogo negocial, admitamos, não é exatamente novo. Claro que ganha novos contornos autoritários, com reverberações locais (como a que empodera gerências a comportamento igualmente desrespeitoso, como a de Recursos Humanos que se reuniu recentemente com a diretoria do NF sem que tivesse uma agenda mínima de atendimento aos pleitos da categoria, forçando o sindicato a deixar o encontro), mas de fato não é uma novidade. Petroleiros e petroleiras têm experiência, sabedoria e unidade para saber lidar com isso e dar a resposta certa na hora certa.

A missão, por ora, é novamente realizar assembleias massivas. Porque tão importante quanto ter rejeitado uma contraproposta vergonhosa é reafirmar a disposição de luta e referendar a postura das nossas representações no Conselho Deliberativo da FUP. Fortalecer as lideranças, mostrar mobilização, é o que pressiona, desde sempre e especialmente agora, os gestores.

 

Desrespeito do RH

Descontos indevidos aos trabalhadores de turno do Açu; apontamento dos dias de Pré Embarque nos Hotéis; protocolo para embarque nas unidades offshore; processo de transferência de turnos de 12 horas recém negociados; descontos de vale alimentação; contracheque dos trabalhadores da Transpetro em Cabiúnas; folga de brigadistas, entre outros pontos importantes foram negligenciados pelo RH local em reunião no último dia 21. Os representantes da empresa se negaram a aprofundar o debate sobre as reivindicações. Diante do desrespeito, a direção do sindicato deixou o encontro. “Encerramos a reunião por conta da falta de respeito da empresa e da má vontade em querer resolver os problemas da categoria”, disse o coordenador do NF, Tezeu Bezerra.

Novo arraiá

Depois do arraiá dos aposentados em Campos dos Goytacazes, chegou a vez de Macaé. O evento será nesta quinta, 28, a partir das 17h30, na sede do sindicato. Haverá ônibus saindo da sede de Campos, às 15h30. O Departamento dos Aposentados solicita aos que precisarem deste transporte que enviem o número do RG até a tarde desta quarta, 27.

Turno no ACT

Entre os inúmeros desrespeitos da gestão da Petrobrás em sua contraproposta de ACT, que permanece praticamente a mesma após ter sido rejeitada massivamente pela categoria, está a tentativa de mudar o turno de 1×5 para 1×1, que desconsidera reivindicação dos trabalhadores e trabalhadoras deste segmento de manutenção da forma atual. Por isso é preciso resistir e lutar.

Solidariedade

O NF continua, neste inverno, a parceria com artesãos para produção de mantas térmicas feitas com o reúso de caixas de leite longa vida. As doações de caixas de leite vazias e lavadas, para que sejam encaminhadas aos movimentos solidários, podem ser entregues tanto na sede de Campos dos Goytacazes (Av. 28 de Março, 485) quanto na sede de Macaé (Av. Tenente Rui Lopes Ribeiro, 257). A parceria para a produção é com a Fraternidade Francisco de Assis, em Campos dos Goytacazes.

Hidrojato 1

O NF recebeu denúncia de que a Petrobrás aceitou rebaixar a exigência de seu procedimento sobre serviços de Hidrojateamento. O procedimento da Petrobras exige em seu item 3.6.10 a utilização de tubos rígidos no trecho entra a bomba e a caixa de junção. Porém, o SMS da UO-ES e o Coorporativo enviaram mensagem para os trabalhadores informando que o procedimento da contratada que aceita mangueiras flexíveis poderia ser utilizado.

Hidrojato 2

Para o sindicato, esta orientação é um jeitinho para não parar a operação, já que, por contrato, as empresas contratadas devem seguir os padrões da Petrobrás e não a companhia se adequar aos padrões da contratada. O serviço de Hidrojateamento é um dos grandes componentes dos índices de acidentes da companhia. A diretoria do NF, lembra que a decisão final sobre a liberação de um serviço é dos profissionais.

Lembra do Costa?

Lembra do ex-gerente executivo de recursos humanos, Claudio Costa, aquele que até mereceu uma capa especial do Nascente em maio de 2020 (ed. 1140)? Pois é. Tivemos notícias dele. A CVM Comissão de Valores Mobiliários está investigando eventual prática de crime de uso de informação privilegiada envolvendo a gestão de Roberto Castello Branco. Advinha quem está no rolo? O próprio.

 

VOCÊ TEM QUE SABER

Todos à luta contra deboche da empresa

Depois de uma rodada de negociações em que a gestão da Petrobrás se comportou de modo vergonhoso, praticamente repetindo a contraproposta que já foi rejeitada em assembleias massivas da categoria petroleira, os petroleiros e petroleiras da empresa voltaram às assembleias nesta semana (confira calendário na capa desta edição) para avaliar indicativos do Conselho Deliberativo da FUP, que reúne as representações de todos os sindicatos filiados.

De tão indecente, a contraproposta da Petrobrás foi rejeitada pelo CD, sem necessidade de nova avaliação pela categoria. Em lugar disso, assembleias foram convocadas justamente para aprovar um calendário de mobilizações sobre esse desrespeito da empresa, além do repúdio e denúncia contra os ataques à autonomia e à liberdade sindical e aprovação de manifesto em defesa da democracia e do respeito aos resultados das eleições 2022.

Pela liberdade sindical

O Sindipetro-NF destaca, sobre este segundo ponto, a importância da categoria não aceitar e não normalizar uma série de atitudes da gestão bolsonarista da Petrobrás que busca enfraquecer a representação dos trabalhadores e trabalhadoras — e, consequentemente, o seu poder de pressão por direitos. Têm sido frequentes os episódios em que dirigentes sindicais são barrados nas bases da região e continuam impedidos de entrar nas salas de controle remoto. Também tem sido vista uma tentativa de criminalização do movimento sindical, com policiais filmando as assembleias da categoria, como aconteceu recentemente na base de Cabiúnas.

Este cenário de desprezo da empresa pelos seus trabalhadores, coação à ação sindical e criação de uma ambiência golpista por parte do governo federal merece a atenção constante da categoria, mostrando-se unida e pronta para a mobilização. Por isso, o NF reforça que é muito importante a participação.

Calendário de assembleias

Cabiúnas:
Grupo C: 25/07 às 19h
ADM: 26/07 às 07h
Grupo E: 26/07 às 07h
Grupo D: 26/07 às 19h
Grupo A: 28/07 às 07h
Grupo B: 30/07 às 07h

Porto do Açu: 27/07 e 30/07 às 07h

Parque de Tubos:
ADM: 26/07 à 28/07 às 13h, na Igrejinha
Turno: 26/07 e 29/07 às 18h (Entrada no turno) 19h30 (Saída do turno)

Imbetiba (entrada da Praia Campista):
ADM: 26/07 à 28/07 às 13h
Turno: 26/07 e 29/07 às 18h (Entrada no turno) 19h30 (Saída do turno)

Plataformas: 23/07 à 31/07 (entrega das atas até dia 01/08 às 12h).

Sede Campos: 27/07 às 10h

Sede Macaé: 28/07 às 10h

Pontos de Pauta

1) Aprovação de um Calendário de mobilizações, durante toda a negociação do ACT;

2) Aprovação de Repúdio e denúncia contra os ataques à autonomia e à liberdade sindical;

3) Aprovação de Manifesto em defesa da democracia e do respeito aos resultados das eleições de 2022.

 

CULTURA E LUTA Evento com arte e conscientização para marcar Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha – Foto: Rui Porto Filho / Para Imprensa do NF

Semana de grandes eventos no NF

Toda a energia da cultura negra, em forma de arte e denúncia, ecoou pela quadra da sede do Sindipetro-NF, em Macaé, na noite da última segunda, 25. Em evento memorável, a entidade marcou o Dia da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha com um sarau que mereceu um cuidado especial em todos os detalhes, da decoração à escolha das várias atrações.

Houve roda de samba, poesia, música, relatos de mulheres negras e suas vivências e falas políticas, com Sônia Santos, jornalista e doutora em literatura; Conceição de Maria, poeta e escritora; Isa Vicente, vereadora de Macaé, Veronica Lima, vereadora de Niterói; Jo Wilme, ativista e cantora; Zoraia Braz, Secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Kátia Magalhães, especialista em Cultura Afro-brasileira; Amanda Amado, cantora, Regional do Biguá, grupo musical; Panelada de Crioula, bloco de carnaval e Andréa Martins, cantora.

O Dia da Mulher Negra Latina-Americana e Caribenha, lembrado em 25 de julho, reforça a luta histórica das mulheres negras por sobrevivência em uma sociedade estruturalmente racista, misógina, machista, e leva à reflexão sobre a vida dessas mulheres. Para as mulheres negras, a data que foi reconhecida no Governo Dilma, é um dia de luta e resistência.

Semana de eventos

Além do evento do Dia da Mulher Negra, a semana seguiu na sede de Macaé com lançamento do livro “Guerrilha: o combate ao neoliberalismo e ao fascismo, em 6 anos de crônicas” (Editora Dialética), do advogado Normando Rodrigues, na terça 26 (após o fechamento desta edição do Nascente). Nesta quinta, 28, haverá festa julina dos Aposentados.

 

SAIDEIRA

FUP e Anapetro vão à Justiça para impedir inelegíveis no CA

Da Imprensa da FUP

A Federação Única dos Petroleiros (FUP), em conjunto com a Anapetro (associação que representa acionistas minoritários da Petrobrás), vai entrar com representação na Justiça contra a União, por insistir em indicar para o conselho de administração (CA) da Petrobrás os nomes de Jônatas Assunção, secretário da Casa Civil, e de Ricardo Soriano, procurador-geral da Fazenda.

Além do processo judicial, a Federação vai recorrer à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) contestando as indicações dos dois integrantes da lista que já tinham sido reprovados, por conflito de interesses, pelo Comitê de Elegibilidade da companhia (Celeg) e pelo conselho de administração da Petrobrás. Na quarta-feira (21), porém, o Ministério de Minas e Energia informou que vai reencaminhar à companhia a lista com os mesmos oito nomes inicialmente indicados pelo governo para o CA da estatal.

“É gravíssima a insistência do governo de tentar eleger, à revelia, nomes já rejeitados para o CA da companhia. A gestão da Petrobrás e o acionista majoritário (a União) precisam respeitar os órgãos de governança da empresa, que vetaram os dois nomes. Os conflitos de interesses já apresentados tornam as nomeações ilegais”, ressalta o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar.

Na última terça-feira, 19, a Petrobrás divulgou convocação para a assembleia geral de acionistas da empresa no dia 19 de agosto, sem os dois nomes no boletim de votação.

MÍDIA ALTERNATIVA O Sindipetro-NF participou, no último final de semana, em Maricá (RJ), do 7º Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais, promovido pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé. A entidade foi representada por diretores do Departamento de Comunicação, Marcelo Nunes e Tadeu Porto. Ao final do evento, os participantes fizeram um protesto contra a perseguição ao jornalista fundador do Wikileaks, Julian Assange.

 

Economia é ruim para 63% e finança piorou para 41%

Da Imprensa da CUT

Duas pesquisas divulgadas nesta segunda, 25, mostram que para os brasileiros a inflação não vai dar trégua e que a vida financeira piorou. Segundo o Instituto FSB em parceria com o Banco BTG Pactual, 63% dos entrevistados avaliam como “ruim” ou “muito ruim” a economia brasileira atualmente, enquanto 34% avaliam que a situação estará “um pouco pior” ou “muito pior”, nos últimos três meses.

A mesma pesquisa, realizada de 24 a 26 de junho, mostra que subiu de 63% para 65% a percepção da população de que a inflação deve aumentar muito ou aumentar no mesmo período.

Já a pesquisa do PoderData, realizada de 17 a 19 de julho diz, segundo os pesquisados, que suas finanças pessoais hoje em comparação a 6 meses antes, piorou. Para 41% a vida financeira piorou, 32% que se manteve igual e apenas 20% dizem que a vida melhorou, Outros 7% não sabem ou preferem não responder.
Na pesquisa anterior, há oito meses, em novembro de 2021, a vida tinha piorado para 51% dos brasileiros e 7% diziam que havia melhorado.

A pesquisa mostra ainda que há forte relação entre a avaliação que os eleitores têm do governo e a sua percepção sobre a vida financeira. Hoje, 41% dos que aprovam a gestão de Jair Bolsonaro relatam melhora nas próprias condições econômicas. Entre os que reprovam a administração federal, esse número cai para 5%.

Os analistas da pesquisa PoderData ressaltam que ela capta um período em que os eleitores vinham recebendo os pagamentos do Auxílio Brasil, programa social instituído pelo governo para substituir o Bolsa Família, mais associado aos governos petistas que antecederam Bolsonaro.

Metodologia FSB

A pesquisa quantitativa realizada pelo Instituto FSB Pesquisa, por telefone (via CATI), entre os dias 24 e 26 de junho de 2022. Foram entrevistados 2.000 eleitores. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com intervalo de confiança de 95%.

Metodologia PoderData

Os dados foram coletados de 17 a 19 de julho de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.000 entrevistas em 309 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-07122/2022.

 

NORMANDO
Excepcionalmente, a coluna Normando não é publicada nesta edição.

 

1249merge