NF DIVULGA CARTA COMPROMISSO DO ACT QUE GARANTE INSTITUIÇÃO DO PCAC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em sua batalha constante para combater as mentiras da Petrobrás sobre o PCR (Plano de Cargos e Remunerações), o Sindipetro-NF disponibiliza a Carta Compromisso que instituiu o PCAC (Plano de Classificação e Avaliação de Cargos) após dois anos de negociações e construção no Grupo de Trabalho paritário (Petrobrás e FUP).

Portando, adverte o sindicato, é mentira gerencial acusar o PCAC de não estar protegido pelo Acordo Coletivo. Quando entrou em vigência, em 2007, o plano atual foi instituído por “Carta Compromisso” que era condição para assinatura do ACT 2007-2009. Portanto, uma regra anexa ao acordo coletivo.

O coordenador geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, lembra ainda que não existe histórico de descumprimento de Carta Compromisso pela Petrobrás, e que esta tentativa de impor o PCR por adesão individual, mesmo estando um plano negociado coletivamente em vigência, é mais uma manifestação do cenário golpista que tomou contra do País.

“O que foi negociado não pode ser alterado sem que haja outra negociação. E não houve nenhuma negociação sobre este PCR que a empresa quer impor à categoria”, afirma Tezeu.

Em seu ponto 15, a Carta Compromisso prevê as formas de avanço de nível como garantido no PCAC.