NF envia denúncia à Anvisa sobre não cumprimento de protocolos na UMS UMMA e na P-51

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Departamento de Saúde do Sindipetro-NF enviou à Anvisa, hoje, ofício para formalizar denúncias dos trabalhadores da UMS UMMA e da plataforma P-51 sobre o não cumprimento de protocolos de prevenção à Covid-19.

No caso da UMS, a denúncia é a de que “mesmo com a confirmação de 8 positivos para a Covid-19 a bordo da plataforma, não ocorreu o respeito aos protocolos de contingência da empresa. Bem como da realização da testagem dos contactantes, no período entre o 5º e 7º dia e o período de espera de 24 horas, antes do início da limpeza e desinfecção das cabines desocupadas por casos confirmados de Covid-19, resultando em um aumento do número de contaminados para 30. O que indica que ainda há grande possibilidade de alta disseminação da Covid-19 a bordo das unidades Offshore”, como registra o documento.

Na P-51, “Os trabalhadores relatam que após a o prazo de 48 horas da realização do teste de RTPCR realizado no dia 11/04/2022, os mesmos foram submetidos a novo exame na data de 13/04/2022. Contudo na data de 14/04/2022 o voo para P-51 com 16 passageiros foi realizado, sem que o resultado do exame estivesse disponível, onde conforme denúncia enviada, os resultados somente foram disponibilizados pelo laboratório TOMMASI após as 16 horas, momento em que os trabalhadores já se encontravam a bordo.”

Assinado pelo coordenador do Departamento, Alexandre Vieira, o ofício reforça “a necessidade de averiguação do cumprimento das determinações da Anvisa e a apuração das denúncias”.