NF participa do Outubro Rosa com conscientização sobre câncer de mama e feminicídio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Sindipetro-NF inicia nesta semana atividades de adesão ao Outubro Rosa, uma campanha nacional de prevenção ao câncer de mama. A entidade também vai destacar a luta contra o feminicídio. Serão distribuídos botons e panfletos com informações sobre os dois temas nas bases administrativas da Petrobrás, em Macaé, aeroportos da região e duas empresas privadas do setor petróleo.

Na campanha de prevenção ao câncer, além dos cuidados pessoais, o sindicato destaca que a saúde das mulheres está associada a garantia de políticas públicas. O material que será distribuído lembra que para ter qualidade de vida, é preciso ter “acesso à saúde, educação e oportunidade de emprego”.

O documento também defende o acesso à educação sexual e estímulo de cuidado ao próprio corpo, a defesa do direito a saúde universal — com fortalecimento e defesa do SUS — e a luta contra a opressão às mulheres — que causa adoecimento psicológico e emocional.

Feminicídio

Sobre a segurança das mulheres, o material alerta que o número de casos de feminicídio, crime tipificado pela Lei Maria da Penha (13.104/2006) — que reconhece o assassinato de uma mulher em função do gênero — está aumentando no Brasil.

“O Dossiê Feminicídio destaca que no ano de 2010 se registravam cinco espancamentos a cada dois minutos. Em 2013 já se observa um feminicídio a dada 90 minutos e, em 2015, o serviço de denúncia “Ligque 180″ registrou 179 relatos de agressões por dia”, afirma a publicação.