NF se reúne com área de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Campos e reforça necessidade de testagem entre petroleiros

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Sindipetro-NF participou ontem de reunião com o subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde de Campos dos Goytacazes, Charbell Kury, e com a chefe da Vigilância Sanitária, Vera Cardoso de Melo, para tratar da realidade enfrentada pelos petroleiros e petroleiras de alto risco de contágio pelo novo coronavírus nas plataformas de Bacia de Campos e no Heliporto do Farol de São Thomé — instalações da Petrobrás no município.

A entidade foi representada pelo coordenador do Departamento de Saúde, Alexandre Vieira. De acordo com o sindicalista, o objetivo do encontro, solicitado pelo sindicato, foi reforçar a necessidade de testagem e buscar parceria no enfrentamento da pandemia junto à categoria petroleira. O diretor sindical lembrou o impacto sanitário das plataformas e demais unidades da Petrobrás em todo o país e, particularmente, em Campos.

O subsecretário de Vigilância, Charbell Kury, disse considerar ser importante a parceria de trabalho com o Sindipetro-NF no apoio à fiscalização das condições sanitárias das instalações petroleiras no município. O agente público lembrou a importância da testagem também nos trabalhadores que não apresentam sintomas de convid-19.

“Não é só paciente sintomático que deve ser testado, também o assintomático, porque ele transmite também. Nós sabemos que mais de 50% das transmissões são assintomáticas e isso é um grande perigo que temos que atacar para que possamos vencer essa doença”, disse o subsecretário.

Vera Cardoso de Melo destacou a importância da ampliação da testagem. De acordo com ela, “é necessário reforçar a questão da testagem à bordo, dos embarcados, e no pós-desembarque. Isso é muito importante porque, após o desembarque, nós não estamos conseguindo rastrear as pessoas. As pessoas, se estiverem positivas e assintomáticas, pegam simplesmente seus carros particulares ou seus ônibus e para outros estados e municípios”.

Ela também lembrou a importância de fazer cumprir as recomendações do Ministério Público do Trabalho sobre a prevenção à convid-19 entre os petroleiros e petroleiras, como tem defendido o sindicato. Entre as recomendações está justamente a ampliação da testagem.

 

[Foto e vídeo: Luciana Fonseca / Imprensa do NF]