NF se reúne com Petrobrás e Prefeitura de Campos e avança sobre implementação dos testes de Covid no Farol

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Após reivindicações da categoria petroleira, dos representantes de hotéis e pousadas do Farol de São Thomé e da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, a Petrobrás se comprometeu, ontem, a implementar a realização de testes de Covid-19 no Heliporto do Farol. O anúncio foi feito em reunião entre o Sindipetro-NF, a empresa, gestores municipais e hoteleiros, na base de Imbetiba, em Macaé.

O coordenador geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, que participou da reunião junto às também diretoras sindicais Jancileide Morgado e Bárbara Bezerra, informa que a Infra, empresa que tem a concessão do Heliporto, prevê para o final do mês de outubro a finalização de obras no local para o início dos testes.

“A implantação dos testes será por ondas, por grupos de plataformas, e este calendário ainda está sendo definido”, afirma Tezeu.

A implantação dos testes no Farol tem sido apontada pelo Sindipetro-NF como uma forma de evitar os transtornos dos testes durante a madrugada, em hotéis distantes do heliporto, na região central de Campos dos Goytacazes e em Macaé.

A expectativa é a de que os petroleiros e as petroleiras passem a estar no heliporto com aproximadamente duas horas de antecedência em relação ao horário de embarque.

A medida gera segurança no trabalho a bordo, pois os petroleiras e petroleiras não iniciarão mais as suas jornadas de trabalho após terem que passar por uma madrugada de testes e translados.

Além disso, a mudança tem sido reivindicada pelos proprietários de hotéis e pousadas do Farol de São Thomé, que têm a expectativa de retorno dos trabalhadores à utilização de hospedagens na própria praia com a mudança no local dos testes.