NF vai chamar assembleias para rejeitar contraproposta de Acordo Regional

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O coordenador geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, anunciou na noite de ontem, durante o programa NF ao Vivo, que a diretoria da entidade aprovou a convocação de assembleias, para a próxima semana, para submeter à categoria petroleira o indicativo de rejeição da contraproposta da Petrobrás sobre os Acordos Regionais. O calendário será divulgado em breve.

Além das assembleias, o sindicato também vai chamar a categoria à participação em um seminário, na sede de Macaé, no próximo dia 24, para organizar a luta em defesa dos acordos regionais e também do acordo coletivo de trabalho de todo o sistema Petrobrás.

“Vamos fazer assembleias com os trabalhadores com a proposta que a empresa mandou, pedindo que a categoria rejeite, assim como vamos pedir também que a categoria indique cinco companheiros por plataforma para participar de um seminário sobre os acordos regionais”, afirmou Tezeu.

As assembleias deverão ter como indicativos, além da rejeição da contraproposta de acordo regional e da indicação de representantes para o seminário, a reivindicação de manutenção da mesa de negociações com a Petrobrás.

“Vamos indicar rejeição da proposta e manutenção da mesa de negociação, demonstrando boa fé negocial, lembrando que nós pedimos uma renovação desde junho e somente na última sexta-feira a Petrobras mandou uma proposta, que entendemos como primeira contraproposta da empresa em relação aos acordos regionais”, explica Tezeu.

Conquistas históricas

Os acordos regionais são os que garantem os direitos ao Dia de Desembarque, ao Turno da Manutenção e ao Auxílio Deslocamento, conquistas históricas da categoria petroleira na região que precisaram até mesmo de greve para que fossem mantidos.

A companhia quer extinguir o Dia de Desembarque e o Turno da Manutenção, enquanto que, para o Auxílio Deslocamento, propõe uma limitação a técnicos júnior, que são em número pequeno na região — praticamente, portanto, também extinguindo o direito.

Durante o programa, que também contou com a participação ao vivo do diretor Tadeu Porto e do advogado Carlos Eduardo Pimenta, além de outras participações gravadas, os sindicalistas e assessores destacaram a incongruência da empresa em querer cortar direitos em um momento que anuncia a distribuição de dividendos bilionários aos acionistas.

Participe toda semana

O programa NF ao Vivo é uma interação do Sindipetro-NF com a categoria petroleira todas as quartas-feiras, às 19h30. Diretores, assessores e outros convidados esclarecem pelo Facebook e pelo Youtube os principais temas da semana. No dia seguinte à edição ao vivo, uma versão editada em podcast também fica disponível na Rádio NF.