Outro helicóptero da Omni Táxi Aéreo apresenta falha de motor a caminho de P-53

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Na sexta, 15, novamente um helicóptero da Omni Táxi Aéreo teve problemas no motor em voo a caminho da P-53, com aproximadamente 16 passageiros a bordo. Segundo informações, os pilotos foram capazes de lidar com o problema e não aconteceu nada pior. A aeronave é do modelo S-92, é um dos mais utilizados da frota da Omni Táxi Aéreo para o apoio das operações de contratos de fretamento offshore.

A diretoria do NF questiona a confiabilidade dos motores visto que essa é uma segunda falha ocorrida. ” Esse fato indica que há algum problema. Podendo ser de adequação dos motores as condições do local de operação e como ocorreu com a mesma empresa, pode estar relacionado com o modelo operacional da empresa. Mas são possibilidades que precisam ser confirmadas ou descartadas por inspeções e auditorias” – sugere o diretor Alexandre Vieira, que alerta que nos últimos 12 meses ocorreram  outras quatro ocorrências de problemas de perda de motor em voo.

A diretoria do Sindipetro-NF encaminhou ofício aos gestores do Transporte Aéreo e da Segurança e Competência em Aviação da Petrobrás cobrando maiores informações e solicitando que até que sejam executadas atividades técnicas de inspeção e manutenção adicionais às rotineiras, capazes de buscar indicações de problemas  e que todas as aeronaves de mesmo modelo e motorização, que estejam com o número de horas de operação dos motores, próximo ao número de horas de operação dos motores que falharam, sejam mantidas em solo até que atividades de manutenção e inspeção adicionais sejam realizadas. Além da participação do sindicato em todas as atividades relacionadas a estes eventos.