Petrobrás está há quase duas semanas sem testar trabalhadores operacionais das bases de terra

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Os trabalhadores operacionais das bases de terra da Petrobrás estão desde o final de setembro trabalhando sem fazer testagem de COVID-19. Os exames eram fitos no Posto Médico da Praia Campista. Essa situação tem preocupado muito a categoria e o Sindipetro-NF, por entender a importância da testagem para que não haja transmissão e contágio das pessoas que trabalham nas bases.

Esse problema foi colocado pelo sindicato para o EOR na última quarta, 30 de setembro, que informou ter parado a testagem por conta do fim do contrato com previsão de retorno à normalidade em 16 de outubro.

A diretoria do Sindipetro-NF chegou a sugerir que a empresas fornecesse guias da AMS para que os trabalhadores pudessem fazer a testagem nos laboratórios credenciados, mas a empresa se negou a atender o pedido. “No nosso ponto de vista isso é mais um problema de logística da empresa, que demonstra a falta de preocupação com saúde das pessoas que trabalham para ela” – afirma o diretor do departamento de saúde, Alexandre Vieira.

Atualmente a Petrobrás tem 4,8% dos seus empregados próprios contaminados, segundo Vieira.