Petrobrás insiste em impor retorno do trabalho presencial enquanto cerca de 50% dos trabalhadores ainda estão sem a imunização completa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O boletim de monitoramente da Covid-19 na Petrobrás, desta semana, trouxe novos dados, desta vez com relação a imunização dos trabalhadores. De acordo com o levantamento, apenas 50,6% dos trabalhadores foram imunizados com as duas doses da vacina. Além disso, 17,8% ainda não tomaram nenhuma vacina contra o vírus.

 

Mesmo assim, a empresa, ignora a proposta de regramento apresentada pelos trabalhadores e insiste em impor o retorno ao trabalho presencial, sem qualquer negociação com a FUP e seus sindicatos, o que pode agravar o cenário de contaminação.

 

Nesta semana, a Petrobrás chegou, no acumulado, a 8.238 trabalhadores contaminados, número 1% maior do que o observado nas duas semanas anteriores. Vale ainda destacar que muitos destes trabalhadores, apenar de “recuperados” da COVID-19, ainda apresentam algum tipo de sequelas desta contaminação.

 

O número de novos casos de trabalhadores contaminados por semana, na Petrobrás, ficou em 42 pessoas, representando aumento em relação a semana anterior. Já o número de trabalhadores falecidos, no acumulado, permaneceu em 57 casos, mesmo número de casos em relação a semana anterior.

 

Os dados são todos baseados no  boletim semanal sobre os casos de Covid-19 na Petrobrás e no setor de energia elaborado pelo Dieese em parceria com a FUP e o Sindipetro-NF, que chegou na sua 17º edição, com dados da semana de 21 a 27 de setembro de 2021.