Falcão Bauer não negocia ações em tempo de COVID com sindicato

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Sindipetro-NF foi procurado pelo gerente da Falcão Bauer no dia 30 de abril e foi informado que a empresa  pagou as horas extras e os dias dos funcionários que ficaram em hotéis e plataformas, na escala negociada com a Petrobrás e não com o sindicato.

A Falcão esperava receber agora o valor que foi negociado da Petrobrás,  porém recebeu a notícia que só vão receber depois. Por conta disso a empresa quer negociar com o sindicato uma forma assegurar os empregos e poder fazer os pagamentos aos trabalhadores.

O Sindipetro-NF  reclamou que a empresa não negociou com o sindicato e ratificou que já haveria um passivo com a categoria.

Na ocasião, o Sindipetro-NF comunicou à empresa que o transporte dos funcionários não estava adequado, via carro de aplicativo ou carro familiar, e nem atendia ao que tinha sido informado aos trabalhadores e ao sindicato. No dia 5 de maio a empresa encaminhou um ofício esclarecendo as medidas adotadas para o transporte e “que disponibiliza máscara de proteção, conscientização por meio de informativos, monitoramento com médica do trabalho, vídeos educativos e focados na prevenção e cuidados no transporte, conforme disposições das autoridades competentes sobre prevenção e como se cuidar em tempos de pandemia”. O Sindipetro-NF pede que a categoria informe caso as medidas preventivas não estejam sendo tomadas.