SINDIPETRO-NF CONDENA TRANSPETRO POR BARRAR DIRIGENTES SINDICAIS

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Do Jurídico do NF – Em 2015 a Transpetro impediu que dirigentes sindicais ingressassem em Cabiúnas e fizessem contato com os trabalhadores, durante mobilizações e greves. Só mais um episódio da barbárie e truculência características dos mesmos gestores que, camuflados sob os anos do PT, agora trabalham abertamente para destruir a Petrobrás. Se fôssemos fazer um histórico dos atos antissindicais do Sistema Petrobrás, mesmo que só na base do Sindipetro-NF, faltaria espaço. Mas pelo menos dessa vez, houve condenação (Processo  012127-02.2015.5.01.0483).

Desde a 1ª instância a Justiça do Trabalho reconheceu a arbitrariedade, e condenou a Transpetro ao pagamento de danos morais coletivos de R$ 50.000,00, entendendo que o dano foi causado à liberdade sindical!

O interessante é que em momento algum a empresa nega ter impedido o acesso de dirigentes sindicais às suas dependências. Acham que estão certos! A decisão foi mantida pelo Tribunal Superior do Trabalho, e cria um precedente para futuras lutas.

A direção do Sindipetro-NF ressalta: qualquer vitória no Judiciário depende da força que os trabalhadores apresentam por trás de cada ação. Portanto, parabéns, petroleir@s!

[Por: Assessoria NRodrigues]