Sindipetro-NF exige que UO-ES não contamine mais trabalhadores na P-54

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Sindipetro-NF foi procurado por diversos trabalhadores da P-54 ao longo da semana relatando diversas arbitrariedades cometidas pela gestão da empresa.

Somente após as denuncias feitas pelo Sindipetro-NF a plataforma entrou em lockdown com nenhum trabalhador embarcando até então na unidade, porém a empresa está programando embarques de novas equipes para amanhã, 06, para um ambiente que até o momento não foi desinfectado.

Completando a lista de absurdos feita pelos gerentes da Petrobrás, há relatos de que pelo menos 08 trabalhadores contaminados ainda estão a bordo e não foram desembarcados para terem o tratamento digno em terra.

Além de estar descumprindo as recomendações do Ministério Público do Trabalho, onde obriga a desinfecção da plataforma em casos de surtos a bordo, a empresa brinca com a vida dos trabalhadores que estão saudáveis e em local seguro.

“A cada dia que passa temos mais certeza que existem setores dentro da Petrobrás que muito se alinham com o Governo Bolsonaro, e tentam de todas as maneiras possíveis dar a sua cota de participação nas mortes diárias, ou seja, contribuindo para o GENOCÍDIO. Exigimos formalmente à gestão da empresa que somente embarque qualquer petroleiro ou petroleira, próprio ou terceiro, depois que a plataforma esteja completamente desinfectada.” questiona Tezeu Bezerra, coordenador do Sindipetro-NF.