Testagem de Covid será disponibilizada pelo sindicato para quem teve contato com o vírus a bordo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Apesar das cobranças sistemáticas da diretoria do Sindipetro-NF para os gestores da Petrobrás e das denúncias aos órgãos de fiscalização do governo, a contaminação pela Covid-19 só aumenta e segue com força total na Bacia de Campos. Na manhã de hoje, 26, o Sindipetro-NF denunciou a situação crítica da plataforma P-48, em relação ao risco de contágio de Covid-19. Com cinco casos, confirmados, ao longo desta semana, 15 trabalhadores foram desembarcados.

Apesar da evidente necessidade de testagem geral a bordo de P-48 e de outras unidades que estão em surto, a Petrobras ainda não realizou a testagem geral de todos a bordo e nem fez a desinfecção das unidades.

Diante dessa situação degradante, Sindipetro-NF irá, além de seu papel institucional de denunciar essas atitudes criminosas, fornecer a possibilidade das pessoas realizarem a testagem para detectar a COVID-19 no desembarque. Porque acreditamos que podem colocar em risco a vida de todos os trabalhadores e seus familiares e o sindicato quer evitar a disseminação do vírus.

O diretor do Departamento de Saúde Alexandre Vieira diz não se surpreender com a atuação da gestão. “Infelizmente não há porque se surpreender, pois uma empresa que chega ao nível mesquinho de não oferecer uma alimentação segura aos seus empregados. Certamente vê seus trabalhadores como carvão, ou seja, só servem para queimar e desgastar. Se alguém morrer é só substituir por outro” – comenta Vieira.

Alertas do Sindicato:

1- Apenas uma testagem seja esta qual for, não é uma garantia da não contaminação. Por que?
O que ocorre é que infecções recentes pelo coronavírus, são muito difíceis de ser detectadas. Devendo assim mesmo aqueles que tiveram o resultado negativo repetir os exames.
Sim é possível que a pessoa tenha um resultado de exame negativo e ainda assim esteja contaminada. Por isso há tempos o sindicato solicita a Petrobras e aos órgãos de fiscalização do governo. Que seja obrigatória a retestagem a bordo das plataformas.
Em resumo, para o RT-PCR por exemplo em média a melhor data  para a realização do exame é após 7 a 8 dias da contaminação. Mas como é impossível determinar o dia exato da contaminação, o ideal é repetir o teste 2 a 3 vezes nesse período.

2- Cada exame tem sua sensibilidade e tempo de resposta.

Dentre os exames disponíveis, dois se destacam. O RT-PCR e o teste de antígenos. Ambos buscam detectar o vírus no organismo da pessoa. Sendo o primeiro o mais sensível, mas em geral com maior tempo para a emissão do resultado e o segundo menos sensível, mas de resposta mais rápida. Com resultado emitido em poucas horas.

3- Qual exame devo fazer então?

A primeira recomendação nossa é que a pessoa procure um atendimento médico. Mas também estamos cientes da realidade caótica de se buscar atendimento devido a atual situação sanitária do país e mundo.
Também sabemos que para muitos será difícil se isolar para aguardar ao menos o resultado de um exame de RT-PCR. Por isso estaremos disponibilizando para aqueles trabalhadores envolvidos nos últimos surtos a bordo das unidades em que não ocorreram a testagem geral, a facilidade de realizar ao menos uma testagem por RT-PCR ou por antígenos. A depender das condições do trabalhador manter isolamento.
É importante reafirmar que a nossa recomendação é de que todos envolvidos em plataformas com surtos, procurem assistência médica. E não é intenção do SindipetroNF agir como ente de saúde. Apenas estamos dando a contribuição dentro das condições que podemos, em prol da preservação da saúde dos trabalhadores.

4- Estou para desembarcar ou desembarquei antes desta notícia e quero fazer o exame, como devo proceder?
Para quem é de uma das cidades sedes do NF ou irá passar por Campos ou Macaé, pedimos que enviem seus dados de contato e-mail, telefone e identificação (identidade e CPF). Informando o exame que as suas condições de isolamento lhe permitem realizar, para os seguintes canais de comunicação.

Email: [email protected]
Tel./whatsapp diretor: 22 981231882 (dias úteis) ou  22 981151126 (final de semana).
Outras situações de deslocamento:  (22) 981597777 ou (22) 981151126.