Petrobrás quer mudar escala para 21×21, conheça a posição do Sindipetro-NF

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Conforme divulgado anteriormente aqui, amanhã, 30, o Sindipetro-NF, juntamente com a FUP e o Sindipetro-ES, irão se reunir com a Petrobrás para debater a escala de embarque dos trabalhadores e trabalhadoras offshore.

Categoria petroleira atende chamado

Em menos de 24h da convocação feita pelo NF, centenas de sugestões para combater a COVID-19 nas unidades foram recebidas.

Em reunião realizada na tarde de hoje, as diretorias dos sindicatos reunidas, após analisar as sugestões recebidas e as avaliações de especialistas, decidiram apresentar nessa reunião uma proposta que de fato consiga diminuir o risco de contaminação.

Uma escala para todos

Não há como segregar as condições de trabalho, escala e risco de contaminação dos petroleiros próprios e terceirizados. Todos devem atuar numa escala de 14×28, reduzindo o tempo de exposição dos trabalhadores ao Covid e mantendo os ciclos de embarques.

A vida é o bem mais importante

Não há produção de petróleo que pague uma vida perdida. Diferente das decisões da Petrobrás que até o momento tem colocado a produção acima da saúde e segurança da categoria petroleira, a FUP e os Sindipetro NF e ES lutam para proteger cada um e cada uma.

Temos a certeza de que somente a alteração de escala não é suficiente para conter a pandemia.

Em seu ofício solicitando a reunião a empresa já antecipa a sua proposta: implantar o 21×21!

Ilegalidade já feita antes

No ano passado a empresa tentou impor essa mesma escala de 21×21 na marra. Foi necessário recorrer à Justiça do Trabalho para fazer valer o Acordo Coletivo e as leis vigentes.

Num momento em que a categoria petroleira está adoecida por conta da pandemia e do baixo efetivo, resultado da venda de ativos e transferência de trabalhadores para outras bases, a empresa apresenta uma escala 21×21, que aumenta o tempo do trabalho a bordo e os ciclos de embarque.

A escala existente de 14 x 21 é resultado de muita luta da categoria petroleira e greves históricas. Infelizmente, além da Petrobrás poucas são as empresas que praticam a relação de trabalho 1×1,5. A nossa luta deve ser garantir a todos essa escala!

Confira o ofício enviado para a Petrobrás pelos Sindipetro-NF e Sindipetro-ES

Ofício escala 14x28 NF e ES