Petroleiros denunciam péssimo atendimento de hotel em Macaé

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Sindipetro-NF recebeu ontem um abaixo assinado com 111 assinaturas de petroleiros da plataforma P-31 que estão sendo hospedados pela Petrobrás e empresas privadas do setor no hotel Dubai, em Macaé, para passar a quarentena pré-embarque. A categoria denuncia péssimas condições de atendimento e das instalações.

Os trabalhadores fizeram uma lista com 12 problemas encontrados no hotel nos últimos dias. Entre as situações encontradas estão relatos de existência de baratas vivas e mortas nos quartos, banheiros somente com água fria no chuveiro, aparelhos de ar condicionado que não funcionam, roupa de cama com cheiro de mofo e falta de sinal de internet em alguns quartos.

A categoria também relata que a alimentação é de baixa qualidade e há falhas na entrega das refeições. No dia de Natal, quando saíram para o embarque, às 5h, não havia café da manhã disponível para os hóspedes.

O Sindipetro-NF cobrou providências da Petrobrás para que o hotel credenciado seja substituído. A empresa se comprometeu a verificar. A entidade também denunciou o caso à Anvisa.

A entidade solicita à categoria que informe permanentemente sobre condições de habitabilidade, segurança e saúde, nos locais de trabalho e em hospedagens, pelo e-mail [email protected]

Confira abaixo a íntegra do relato sobre as situações vividas pelos petroleiros no hotel Dubai.

Manifesto de Insatisfação Hotel Dubai 04 pdf site